As Bem-Aventuranças (7) - Os Pacificadores

Hino 248 - No humilde presépio


No humilde presépio, sem ter nada seu,
Jesus, pobrezinho, sem teto nasceu!
Os céus estrelados, fulgentes de luz,
Abrigam o meigo e divino Jesus.

Desejo a teu lado viver, meu Senhor;
Amar-te e servir-te, Jesus Salvador.
Aos teus pequeninos pedimos guardar
Até que possamos contigo morar. Amém.

Comentários