Examine-se


Examinem-se para ver se vocês estão na fé; provem-se a si mesmos. Não percebem que Cristo Jesus está em vocês? A não ser que tenham sido reprovados! (2Co 13.5)


Por mais incômodo que seja fazer um exame, devemos atentar para esta necessidade. 

Se seu estado for bom, o exame o confortará. Se seu estado é ruim, o exame não conseguirá fazê-lo piorar; aliás, é o único meio de fazê-lo melhorar, pois a conversão começa com o arrependimento (Hopkins). 

É preciso parar com as desculpas e justificativas, acreditando que está tudo bem sem ao menos checarmos se realmente estamos no caminho certo. Examine-se a si mesmo. Não jogue a sujeira para debaixo do tapete. 

Ocupe-se em limpar todos os dias o que há de errado em seus pensamentos, conversas e atos. Descubra o que pode ser melhorado, o que foi esquecido, deixado para trás, o que ficou inacabado. 

É claro que não é algo fácil. Mas é algo demasiadamente importante. É sobre as nossas atitudes que iremos um dia prestar contas a Deus.

Nossas ações, sejam elas quais forem, precisam ser realizadas a partir de uma reflexão séria. Deus nos criou com inteligência e nos dá capacidade de discernir o que é melhor. Muitos fazem certas coisas e depois dizem a frase: “agi sem pensar”. 

É preciso tomar muito cuidado, pois depois de agir teremos que arcar com as consequências de nossa ação. Examinar-se a si mesmo é um chamado a uma íntima e permanente autocrítica.

Este autoexame é possível somente através da ajuda de Deus. Devemos pedir que Deus nos examine, sonde e nos mostre quem somos. Sozinhos não podemos fazer isso corretamente. “Quem pode discernir os próprios erros?” (Sl 19.12a). 

Deus conhece todos os nossos caminhos e pensamentos. Por isso, devemos orar como Davi: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno” (Sl 139.23-24). 

Só podemos conhecer a verdade pelas lentes da palavra de Deus.

Conheça a si mesmo.

Comentários