Vivendo com generosidade


Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente (2Co 9.6).

Conta-se a história de um pregador do sul que disse à sua congregação: “Temos que engatinhar antes de andar”. A congregação respondeu em uníssono: “Vamos engatinhar, pregador. Vamos engatinhar”.

Então o pregador disse: “Temos que andar antes de fazer cooper”. “Então temos que andar, pregador. Vamos caminhar”, veio a resposta. 

O pregador continuou: “Temos que fazer cooper antes de correr”. “Vamos fazer cooper, pregador. Vamos fazer cooper”, eles responderam. 

“Mas antes de correr”, disse ele, “temos que aprender a doar”. Houve um momento de silêncio, seguido por: “Vamos engatinhar, pregador. Vamos engatinhar”.

Greg Laurie comenta esta história dizendo: 


Toda vez que um pastor levanta o assunto das finanças, algumas pessoas ficam um pouco desconfortáveis. Mas a Bíblia certamente tem muito a dizer sobre dinheiro. Um em cada sete versículos do Novo Testamento trata desse assunto. 


A Escritura oferece quinhentos versículos sobre oração, menos de quinhentos sobre fé e mais de dois mil sobre o assunto dinheiro. Uma das razões pelas quais nos sentimos desconfortáveis com este tópico é por causa do abuso nessa área por parte de alguns líderes cristãos. 


A representação errada de Deus é como um embrulho no estômago. Mas vamos reconhecer que a Bíblia tem muito a dizer sobre o ato de dar e há muitas promessas maravilhosas ligadas a ele. Sim, é uma responsabilidade, mas é mais do que isso. É também um privilégio.

Precisamos viver com generosidade. Reconhecendo que tudo que temos vem de Deus. Até a vida ganhamos. E se respiramos, andamos, falamos é porque Deus nos sustenta assim. 

Devemos aprender a consumir com moderação e viver com gratidão. Recebemos muito e devemos lembrar de reservar algum dinheiro para ajudar ao necessitado e também contribuir com o trabalho de evangelização.

O maior exemplo de gratidão é a doação.

Comentários