Eu não tenho medo


O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo? (SI 27.1). 

Temos muitos motivos para ter medo. Quantas doenças, quantos assaltos, quantas incertezas e fraquezas estão presentes neste mundo de trevas e pecado. 

Todos os dias nos deparamos com circunstâncias que parecem nos levar para longe do porto seguro, na direção de mares abertos com correntezas violentas. 

Mas quando nos sentimos enfraquecidos, sem esperança, quando as trevas parecerem mais densas e escuras, devemos lembrar deste pequeno versículo: “O Senhor é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo?” (SI 27.1). 

Deus é nossa segurança, ele ilumina nosso caminho. Podemos afirmar com certeza: O Senhor é a minha luz! Como disse Paul David Tripp: 

Eu não tenho medo, não porque eu seja forte ou sábio. Eu não tenho medo, não porque eu tenha saúde ou riqueza. Eu não tenho medo, não porque minhas circunstâncias ou relacionamentos sejam fáceis. Eu não tenho medo graças a uma razão gloriosa: eu fui iluminado pelo Senhor da Luz. Nas trevas deste mundo caído, eu não ando mais na noite, mas recebi a Luz da vida. 

É certo que grandes são as trevas, mas treva nenhuma resiste à luz. Grandes são os nossos temores, mas diante do conforto da presença de Deus, sem dúvida, podemos dizer nada temerei. 


Nossa experiência pode ser igual a do salmista Davi, que disse: “Com a minha voz clamo ao SENHOR, e ele do seu santo monte me responde. Deito-me e pego no sono; acordo, porque o SENHOR me sustenta. Não tenho medo de milhares do povo que tomam posição contra mim de todos os lados” (SI 3.4-6). 

Se está escuro, acendemos a luz. Se somos ameaçados, clamamos ao Senhor. Assim, temos segurança e podemos dormir em paz. E se Deus quiser, levantaremos novamente para viver mais um novo dia sob o seu cuidado e sustendo. 

Pedro, sob o comando de Jesus, andou sobre o mar, mas quando olhou para as ondas, começou a afundar, até que novamente clamou a Jesus: “Salva-me, Senhor” (Mt 14.30), Jesus então estendeu a sua mão e o amparou para ele entrar no barco. 

Não temas, aproxime-se da luz.

Comentários