As Bem-Aventuranças (7) - Os Pacificadores

Encontraremos força


Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do SENHOR (Ex 14.13a). 

Uma das palavras mais confortadoras que encontramos nas escrituras está em Filipenses 4.6-7 e diz: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”. 

Esta verdade pode ser comprovada quando, no lugar de ficarmos inquietos, voltamos nossos olhos para os céus. No lugar de falarmos de nossos problemas aos homens, os levamos a Deus em oração.


E nossas petições, feitas já em ação de graças, terão resposta. Deus nos responde colocando paz em nosso coração. 

Ó crente, que você não seja encontrado a dizer: Para onde se foram as andorinhas? Elas se foram de uma vez! Não, elas não se foram de uma vez; elas cruzaram o mar e foram para uma terra distante; mas logo voltarão. 


Filho de Deus, não diga que o sol se apagou, porque as nuvens o esconderam. Não; ele está lá atrás, preparando o verão para você; pois quando surgir outra vez, ele terá preparado as nuvens para caírem em chuvas de primavera, que vão ser as mães das mais belas flores. 


E sobretudo isto, quando Deus esconde a sua face, não diga que ele se esqueceu de você. Está apenas demorando um pouco, para que você o ame mais; e quando vier, você terá alegria no Senhor e se regozijará com gozo inefável. A espera exercita as nossas graças; a espera prova a nossa fé; portanto, espere em esperança; pois embora a promessa demore, nunca chegará tarde demais (C. H. Spurgeon). 

Fala com Deus, lance sobre ele a sua ansiedade. Ele tem cuidado e vai cuidar de você. 

“Talvez você não consiga fazer isso em um segundo ou dois. Então, continue suplicando, até perceber que ele está cuidando, e a oração transformar-se em louvor” (A. E. Funk). 

“Estai quietos e vede o livramento do Senhor” (Êx 14.15). 

Descanse, confie e espere.

Comentários