Doce aurora


Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra (Os 6.3). 

A palavra aurora, um nome do latim, tem como significado: “aquela que é como o nascer do sol”. Aurora é a claridade que aponta o início da manhã, antes do nascer do sol. 

O alvor do dia ao romper a manhã. A aurora é o nascer da luz de uma nova esperança, de um novo tempo para encontro com Deus. O início de mais um tempo de comunhão com o Pai. 

Ao romper da aurora! Neste instante sagrado. Deus quer que eu esteja na minha maior força e esperança. Não preciso seguir em minha fraqueza. A noite, enterrei a fadiga de ontem e, pela manhã, sou outra vez renovado. Doce aurora! Há esperança em sua música. Abençoado é o dia cuja manhã é santificada! Bem-sucedido é o dia cuja primeira vitória é ganha em oração! Santificado é o novo dia. A saúde é estabelecida pela manhã. A riqueza é ganha pela manhã. A luz é mais brilhante pela manhã (Joseph Parker). 

Doce é a aurora quando estamos firmes no Senhor. No Salmo 108, Davi demostra grande alegria. Ele se mostra ansioso pelo despertar do novo dia e diz: Quero acordar a alva, despertarei a alvorada, acordarei o sol. 

Esta firmeza da “vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito” (Pv 4.18). Assim deve ser a nossa vida, hoje e todos os dias devem ser iluminados. Devem ser dias nos quais a alegria se renova e nova esperança nos dá força para prosseguir. 

A aurora pode apontar inicialmente como uma pequena claridade, mas é certo que um novo dia em breve brilhará. Nosso dia pode começar não tão animado como o do salmista que queria acordar o sol. 

Mas mesmo vendo uma pequena luz, podemos crer que em breve uma grande luz irá brilhar. A luz de Jesus faz despertar nosso coração. Ele nos protege dos adversários e fortalece nossas mãos para a batalha. Deus é a rocha que podemos nos firmar, a ele, por mais um dia, devemos glorificar. 

Prossigamos guiados pela iluminação do Espírito Santo.

Comentários