Sofrimento e gratidão


Confia os teus cuidados ao SENHOR, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado (SI 55.22 - leia também Sl 50.21-23) 

Elisabeth Elliot em seu livro Sofrimento Nunca é em Vão, falando sobre gratidão em meio ao sofrimento, faz três afirmações importantes. 

A primeira é que gratidão e aceitação distinguem o crente. A segunda é que gratidão honra a Deus. E a terceira é que a gratidão prepara o caminho. 

Em nosso texto de hoje gostaria de refletir sobre estas três verdades. 

A gratidão distingue o crente. Grande testemunho vemos nas pessoas que em meio a grandes tempestades se mantêm em paz. 

Lembro-me da mãe de um amigo meu que, em fase terminal de sua doença, só pensava em falar para seus familiares sobre a importância de buscar a Deus. Não expressava medo, não reclamava da dor. 

Quando nos deparamos com as dificuldades e nos mantemos em paz, estamos aproveitando a oportunidade de demonstrar às pessoas que o que nos move não é a ausência de problemas, mas a alegria e a paz que temos em Deus, a esperança das promessas que nos foram apresentadas. 

A gratidão honra a Deus. “O que me oferece sacrifício de ações de graças, esse me glorificará” (SI 50.23a). Quem oferece a Deus gratidão, o honra, diz o texto da tradução NVI. 

Ser grato em meio ao sofrimento, além de ser um testemunho aos homens, é uma demonstração de confiança em Deus e o reconhecimento de que devemos ser submissos à sua vontade.

Da mesma forma que a murmuração é uma revolta contra Deus, a gratidão é uma demonstração de confiança e amor a ele. 

A gratidão prepara o caminho. “Ao que prepara o seu caminho, dar-lhe-ei que veja a salvação de Deus" (SI 50.23b). É nos momentos mais difíceis que Deus nos fortalece e nos faz mais vigilantes. 

Quando enfrentamos dificuldades, abandonamos as muitas distrações do caminho. Nossos olhos se voltam para Deus. Nosso foco é nivelado. As tributações criam em nós músculos espirituais e nos ajudam a trilhar o caminho da salvação. O melhor remédio para enfrentarmos a tribulação é a gratidão. 

Deus é amor. Deus é soberano.

Andrei Barros

linkedin youtube facebook Andrei é editor do blog Semeando Vida. Ele é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil com cerca de 20 anos de experiência. Em 1998 foi missionário em Portugal. Em 2003, formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul e foi ordenado pastor no ano seguinte. Em 2015, obteve a licenciatura em História. Tem MBA em Gestão de Pessoas e Liderança Atualmente estuda Psicologia e faz MBA em Gestão de Projetos, além de pós-graduação em Comunicação e Relacionamento Interpessoal.

Postar um comentário

O autor reserva o direito de publicar apenas os comentários que julgar relevantes e respeitosos.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Facebook