O cliente tem sempre razão?


Não servindo à vista, como para agradar a homens, mas como servos de Cristo, fazendo, de coração, a vontade de Deus (Ef 6.6). 

Em 1909, Harry Gordon Selfridge, o bilionário fundador da loja de departamentos Selfridge em Londres, inventou a frase: "O cliente tem sempre razão”, mostrando que a vontade do cliente está sempre em primeiro lugar nos valores da empresa.

Esta forma de pensar pode até funcionar relativamente bem para o comércio, mas é uma filosofia perigosa quando se tenta aplicá-la a vida prática, principalmente no que diz respeito a fé e a nossa vida com Deus. 

Quanto a nossa vida, o importante não pode ser o que eu quero ou o que eu considero certo. Meus desejos não devem contrariar os ensinamentos de Deus. 

Paulo em seu ministério sempre pregou a verdade. Não ofereceu às pessoas o que elas queriam ouvir, mas o que elas necessitavam ouvir. 

Os judeus queriam que Paulo fizesse milagres, eles pediam sinais. Os gregos queriam ouvir uma mensagem que se alinhasse com a sua forma sábia de pensar, eles queriam sabedoria. 

Mas Paulo não se rendeu a isto e disse: “Nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios” (ICo 1.23). 

Ele deixa claro no v.24 que não é agradando as pessoas que elas vão se render a Cristo e sim, anunciando a verdade. A mensagem da cruz é mais poderosa do que qualquer outra coisa. 

Mais importante do que agradar os outros ou desejar ser agradado, é buscar a verdade. Para proclamar a Cristo devemos anunciar o evangelho de forma genuína. Devemos questionar o pecado e mostrar a necessidade de arrependimento, mesmo que isso venha a desagradar nosso ouvinte. 

Também devemos entender que melhor do que ser agradado, tendo Deus como alguém que trabalha pelos nossos interesses, é vivermos para agradar a Deus. 

Não somos um cliente que sempre tem razão. Somos servos de Deus e devemos viver conforme a sua vontade, declarada nas Escrituras Sagradas. A Bíblia é nosso manual de vida. Nós devemos nos adequar aos seus ensinos e não o contrário. 

A verdade sempre tem razão.

Comentários