É possível ou impossível?


Mas ele respondeu: Os impossíveis dos homens são possíveis para Deus (Lc 18.27). 

Devemos ter cuidado com exageros. É claro que não podemos dizer que tudo é possível e sair por aí vivendo em aventuras perigosas. Mas, muitas vezes, desistimos facilmente diante da primeira dificuldade ou barreira. 

John Marks Templeton disse que o “Impossível” é uma palavra bem conveniente. Ele explica sua frase dizendo o seguinte: 

É impossível! Não dá para fazer! Ao enfrentar algum desafio ou problema, muitos de nós acham conveniente usar uma das palavras mais comuns de nossa língua - impossível. Nem tudo é possível nesta vida, mas frequentemente desistimos porque é mais cômodo. Não é mais fácil supor que o problema não pode ser resolvido, do que investir tempo e energia procurando uma solução?

Precisamos ser mais consistentes em nossas ações e mais persistentes em nossas responsabilidades. Acreditamos que algo é impossível, mas será que já nos empenhamos o suficiente. “O impossível é o que não foi tentado” (Jim Goodwin). 

Muitas pessoas têm desafiado a lógica, lutado e conquistado coisas aparentemente impossíveis. Hoje, realizamos várias tarefas que já foram consideradas impossíveis. São possíveis, porque alguém deu o primeiro passo e abriu o caminho para nós. 

Imagine pular de um avião em pleno voo e sair vivo da experiência. Se ninguém tivesse desafiado este feito aparentemente impossível, hoje em dia não existiriam nem pára-quedas, nem pára-quedistas. 

Precisamos reclamar menos. Parar de colocar barreiras, aumentando ainda mais as dificuldades das nossas tarefas. Precisamos buscar respostas, acreditar mais no impossível. 

Somos chamados por Deus para uma missão especial. Nossa missão não é difícil quando ao nosso lado está o Deus dos impossíveis. “Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas” (Lc 1.37). 

Estejamos atentos à vontade de Deus para a nossa vida. Fortalecidos pelo Senhor, podemos agir com fé, crendo nas promessas de Deus.

Comentários