Em busca dos que são seus


“Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o perdido” (Lucas 19.1-10).

A vida de Zaqueu nos mostra a condição na qual se encontram os pecadores diante de Deus. Estão alienados como inimigos dele por causa do pecado. No entanto vemos, também, a maneira como Jesus busca a cada um dos seus. 

Esta é a sua última viagem nesta terra (Lc 18.31-34). Antes, porém, da sua morte e Ele busca e salva Bartimeu (Lc 18.35-43) e Zaqueu, ambos residentes na cidade de Jericó. 

Com Zaqueu vemos que Jesus veio buscar e salvar o perdido.
A Graça Irresistível é a profunda ação de Deus para atrair a Si os pecadores por Ele eleitos desde a eternidade e chamados segundo a Sua Soberana vontade e misericórdia.

I – JESUS, COMO O BOM PASTOR, BUSCA ZAQUEU.
“Entrando em Jericó, atravessava Jesus a cidade” (19.1). A ida do Senhor Jesus a Jericó foi intencional, como também fora, a sua passagem por Samaria (Jo 4). 

a) Jesus atravessa a cidade. Vemos no texto que Ele não parou em nenhum lugar, estava atravessando a cidade para se encontrar com uma pessoa que deveria ser salva. Por outro lado, essa pessoa foi tocada pelo Espírito Santo para se encontrar com o Senhor 

b) Zaqueu corre para vê-lo. “Eis que um homem, chamado Zaqueu, maioral dos publicanos e rico, procurava ver quem era Jesus, mas não podia, por causa da multidão, por ser ele de pequena estatura”. O mover do Espírito Santo através da Graça Irresistível é uma coisa divina e gloriosa no coração do ser humano.

c) Zaqueu. “Então, correndo adiante, subiu a um sicômoro a fim de vê-lo, porque por ali havia de passar.” Ele corre ansiosamente em direção do Senhor. 

II – JESUS, COMO O PRECIOSO AMIGO, SE HOSPEDA NA CASA DE ZAQUEU. 

a) Jesus sabia onde estava a pessoa com quem Ele ia encontrar-se. “Quando Jesus chegou aquele lugar, olhando para cima, disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, pois me convém ficar hoje em sua casa”. É uma coisa maravilhosa sabermos que esse encontro que tivemos com o Senhor Jesus um dia, também já estava por ele programado, desde os tempos eternos.

b) Zaqueu soube que Jesus era seu amigo. “Ele desceu a toda a pressa e o recebeu com alegria”. Há um cântico que diz: “Não existe nada melhor do que ser amigo de Deus”. Abençoados são os amigos de Deus, como Abraão, Davi, e tantos outros.

c) As Pessoas não entenderam o valor daquela amizade. “Todos os que viram isto murmuravam, dizendo que ele se hospedara com homem pecador”. De fato, Jesus, ao habitar entre nós, hospedou-se com todos pecadores.



III – JESUS, COMO O REDENTOR AMADO, SALVA E TRANSFORMA ZAQUEU

a) Entrementes Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: – Na vida de um homem com um histórico nada bom, conforme nos diz o texto, teve uma rápida e regeneradora transformação. Este entrementes nos mostra que enquanto ouvia o Senhor Jesus o seu coração foi transformado. O pior passou a ser o melhor entre os melhores.

b) Resolvo dar aos pobres. Vemos que a grande demonstração de conversão de uma pessoa se manifesta quando o seu bolso é total e integralmente consagrado ao Senhor buscando o bem estar dos pobres.

c) Se Nalguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais. Quando alguém está resolvido a devolver aquilo que tomou de maneira errada, os bens que conseguiu de maneira iníqua, está demonstrando o quão convertido se encontra. Jesus é assim. Ele muda radicalmente a pessoa, e para o melhor.

Tecnologia do Blogger.