Hino 222 - Mais perto da cruz



1. Meu Senhor, sou teu, tua voz ouvi
A chamar-me com amor
E contigo sempre desejo estar,
Ó bendito Salvador!

    Mais perto da tua cruz
    Quero estar, ó Salvador!
    Mais perto da tua cruz
    Eu desejo estar, Senhor.

2. A seguir-te sempre, eu me decidi
Constrangido pelo amor!
Jubiloso, pois, me declaro teu,
Sem reservas, meu Senhor.

3. Que prazer sem par, que delícia é
Aos teus santos pés me achar
E com viva fé e profundo amor,
Com meu Salvador falar.


Informações
Letra: Fanny Jane Crosby, 1875
Tradução: Henry Maxwell Wright, 1890
Música: William Howard Doane, 1875

História
Inúmeras pessoas em todo o mundo já ouviram e responderam ao apelo à conversão através deste hino. Ele é mais um abençoado resultado da união de um poema de Fanny Crosby (v. hino 204) com a música de William Doane (v. hino 210). 

Letra e música fora produzidas em 1875 e publicadas nesse ano no hinário "Brightest and Best", uma das coletâneas destinadas à Escola Dominical. Nesse período vários editores se preocuparam com o repertório para crianças. Bradbury, Root, Hull, Waters, Lowry e outros tinham pensamento igual sobre o tipo de música que deveria ser cantado pelas crianças, principalmente visando uma reação contra os hinários até então em uso, considerados inadequados. 

No dizer de Waldo Seldon Pratt em seu livro sobre o ministério da música na igreja, "em geral o padrão de hinos cantados pela igreja é estabelecido pela escola dominical. Portanto, é aqui que devemos tomar o máximo cuidado". (Keith, Edmond D. "Hinódia Cristã", Rio de Janeiro, JUERP, 1987, p. I 11.)

Do movimento de renovação da música para uso das escolas dominicais nos Estados Unidos recebemos muitos hinos que, traduzidos, se incorporaram aos nossos hinários.
Tecnologia do Blogger.