Hino 144 - Segurança e Alegria



1. Que segurança tenho em Jesus,
Pois nele gozo paz, vida e luz!
Com Cristo herdeiro, Deus me aceitou
Mediante o Filho que me salvou!

    Conto esta história, cantando assim:
    Cristo, na cruz, foi morto por mim!
    Conto esta história cantando assim:
    Cristo, na cruz, foi morto por mim!

2. Inteiramente me submeti,
Plena alegria nele senti.
Anjos, descendo, trazem dos céus
Provas da graça que vem de Deus.

3. Firmado em Cristo, no seu amor,
Estou contente em meu Salvador!
Esperançoso hei de viver
Por Jesus Cristo, por seu poder.


Informações
Letra: Fanny Jane Crosby, 1873
Tradução: George Benjamin Mind, 1890
Música: Phoebe Palmer Knapp, 1873

História
Sobre a autora e a compositora deste hino, trataremos nas notas hinológicas do hino n° 204. A tradução é do eminente Rev. George Benjamin Nind. Nasceu nos Estados Unidos em 1860. Recebeu esmerada educação e sentiu-se chamado para o ministério, mais precisamente para missões.

Sua igreja, a Igreja Metodista Episcopal dos Estados Unidos, enviou-o ao Brasil para trabalho missionário. Durante dez anos esteve em Pernambuco, sendo transferido em 1892 para a Ilha da Madeira, local onde o Rev. Robert Kalley sofreu terrível perseguição muitos anos antes. 

Mais tarde voltou para os Estados Unidos para ser missionário entre os imigrantes portugueses residentes no Estado de Illinois. Em 1899 auxiliou o Bispo J. C. Hartzell na elaboração de um "Manual de Doutrina e Culto na Igreja Methodista Episcopal". 

A primeira parte era um "Hymnario" contendo 191 hinos que, em 1906, foi ampliada para 243 cânticos e editado em separado com o nome de "Hymnario da Igreja Methodista Episcopal". Tanto o "Manual" como o "Hymnario" foram publicados em Nova York, destinados às Igrejas de língua portuguesa. 

Fez parte de uma comissão que elaborou o "Cancioneiro do Exército de Salvação" para uso no trabalho iniciado no Brasil em 1922. Era cunhado do Rev. justus Henry Nelson (v. hino n° 52). De sua produção que inclui diversos hinos originais ou traduzidos, apenas este figura em nosso hinário. O Rev. Nind faleceu em sua pátria, em 1932.

Tecnologia do Blogger.