Não se ouvirá mais choro


Leitura Bíblica: Isaías 65.17-25
E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram (Ap 21.4).

Lembro-me de que, quando criança, depois de fazer algo errado e levar umas chineladas de minha mãe pelas minhas artes, ouvia a frase: “Engula este choro!” 

Acredito que como eu era culpado, minha mãe entendia que eu não tinha direito de chorar. Ela não queria me ouvir chorando. 

Lembrei-me desta história lendo a descrição de novos céus e nova terra de Isaías 65. 

“Por Jerusalém me regozijarei e em meu povo terei prazer; nunca mais se ouvirão nela voz de pranto e choro de tristeza” (Is 65.19).

Não se ouvirá mais choro. Não haverá necessidade de clamor, de tristeza e dor. A promessa é descrita de forma especial. É difícil imaginar uma vida de plena alegria. 

Hoje, sempre temos motivos para chorar. Temos momentos de alegria que logo são interrompidos por algumas notícias tristes ou simplesmente são interrompidos por uma tristeza inexplicável. 

Mesmo tendo o conhecimento de Deus, mesmo alicerçados na fé e na esperança, gememos. Às vezes engolimos o choro para ninguém ouvir, mas a tristeza é um fato na vida de cada um de nós.

Mas embora a tristeza esteja presente, ela não pode e nem precisa ser dominante. 

Podemos passar por momentos difíceis, mas nossa alegria é restabelecida através da fé que nos garante que os motivos de dor irão passar. 

As coisas antigas irão ficar para trás e não voltarão nem existirão mais. No lugar da tristeza, teremos muita felicidade (Is 65.18b). 

“Uma promessa maravilhosa! Você, filho de Deus, lá no alto não chorará mais, pois ali todo motivo para tristeza não existirá mais. 

No céu não haverá mais amizade rompida nem esperança frustrada. Enfermidades físicas e mentais, mal-entendidos, perigos e morte serão totalmente desconhecidos ali. 

Você pode ter certeza: no céu nenhum sofrimento o afligirá, nenhum pensamento de morte e nenhum prejuízo o oprimirá” (Wim Malgo).

A tristeza tem seus dias contados.

Comentários