Hino 047 - Louvor e Glória


Louvamos-te ó Deus, pelo dom de Jesus
Que, por nós, pecadores, morreu sobre a cruz,

Aleluia! Toda a glória te rendemos, Senhor!
Aleluia! Tua graça imploramos. Amém.

Louvamos-te, ó Deus, pois nos mandas a luz
Que, brilhando nas trevas, a Cristo conduz.

Louvamos-te, ó Deus, por teu Filho, Jesus,
Que foi morto, mas vive mo Reino da luz.

Louvamos-te, ó Deus, e rogamos, Senhor
Dá-nos sempre sentir teu poder, teu amor.

Ênfase do hino
O hino 47, intitulado "Louvor e Glória", enfatiza o louvor e a adoração a Deus pelo dom de Jesus Cristo, que morreu na cruz pelos pecadores e ressuscitou para reinar no Reino da luz. O hino também expressa gratidão pela luz que Deus envia para guiar os perdidos a Cristo e pela graça que Ele concede aos crentes.

Textos bíblicos
O hino é baseado em diversos textos bíblicos, incluindo:

João 3.16: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."

João 8.12: "Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida."

Teologia do hino
O hino aborda conceitos teológicos fundamentais como o amor de Deus revelado no sacrifício de Jesus na cruz, a ressurreição de Cristo e sua vitória sobre a morte, e a luz de Cristo que guia os perdidos a Ele. A teologia do hino enfatiza a importância de reconhecer e agradecer a Deus por seu amor, graça e misericórdia.

Aplicação prática
A mensagem do hino nos lembra de expressar nossa gratidão e louvor a Deus pelo dom de Jesus e pela luz que Ele envia para guiar-nos a Cristo. Isso nos motiva a viver nossas vidas de maneira que honre a Deus, buscando sempre o poder e o amor de Deus em nossas vidas e compartilhando a luz de Cristo com aqueles que ainda estão nas trevas do pecado.

Quando cantar
O hino 47, "Louvor e Glória", é apropriado para várias ocasiões e eventos, tais como:
  • Cultos regulares, como um hino de adoração e louvor a Deus pelo dom de Jesus Cristo e sua obra redentora.
  • Celebrações da Páscoa, que enfocam a morte e ressurreição de Jesus e sua vitória sobre a morte.
  • Cultos de testemunho e ação de graças, onde os fiéis compartilham suas experiências de transformação e salvação em Cristo.
  • Momentos de oração e súplica, onde os crentes buscam o poder e o amor de Deus em suas vidas e pedem a sua graça.
  • Em eventos evangelísticos, para lembrar a importância de compartilhar a luz de Cristo com aqueles que ainda estão nas trevas do pecado.

Andrei Barros

linkedin youtube facebook Andrei é editor do blog Semeando Vida. Ele é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil com cerca de 20 anos de experiência. Em 1998 foi missionário em Portugal. Em 2003, formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul e foi ordenado pastor no ano seguinte. Em 2015, obteve a licenciatura em História. Atualmente estuda Psicologia e faz pós-graduação em Gestão de Pessoas e Liderança.

Postar um comentário

O autor reserva o direito de publicar apenas os comentários que julgar relevantes e respeitosos.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Facebook