As Bem-Aventuranças (7) - Os Pacificadores

Fale a verdade


Leitura Bíblica: Provérbios 12.19-22
De coração fala a verdade (Sl 15.2b).

Uma fábula de Luiz Fernando Veríssimo conta que certo dia uma donzela estava sentada à beira de um riacho, quando sentiu o seu anel de diamante ser levado pelas águas. 

Temendo o castigo do pai, a donzela contou em casa que fora assaltada por um homem no bosque. 

O pai e os irmãos da donzela foram atrás do assaltante e encontraram um homem dormindo no bosque, e o mataram, mas não encontraram o anel de diamante. 

E a donzela disse: 
- Agora me lembro, não era um homem, eram dois. 

E o pai e os irmãos da donzela saíram no encalço do segundo assaltante, e o encontraram no bosque. 

Revistaram-no e encontraram no seu bolso o anel de diamante da donzela. 

Gritaram os aldeões: Matem-no!

- Esperem, gritou o homem, no momento em que passavam a corda da forca pelo seu pescoço.
- Eu não roubei o anel. Foi ela que me deu! 

O homem contou que estava sentado à beira do riacho, pescando, quando a donzela se aproximou dele e pediu um beijo. Mas como um homem honrado, ele a rejeitou. 

Então a donzela lhe oferecera o anel, dizendo: “Já que meus encontros não o seduzem, este anel comprará o seu amor”. 

E ele sucumbira, pois era pobre. Todos se viraram contra a donzela e gritaram: “Rameira! Impura!” e exigiram seu sacrifício. 

Antes de morrer, a donzela disse para o pescador: 
- A sua mentira era maior que a minha. Eles mataram pela minha mentira e vão me matar pela sua. 

O pescador deu de ombros e disse: 
- A verdade é que eu achei o anel na barriga de um peixe. Mas quem acreditaria em histórias de pescador?

Ao ler esta história, espero que você não tenha aprendido que para se dar bem é preciso contar a melhor mentira. 

O que vemos aqui é que se a jovem não tivesse contado a primeira mentira sua situação não teria chegado a este extremo. 

É melhor sofrer as consequências de se falar a verdade do que pagar a pena da mentira. “É melhor sofrer por fazer o bem, se for da vontade de Deus, do que por fazer o mal” (1Pe 3.17).

Seja verdadeiro.

Comentários