Derretendo bezerros de ouro


Leitura Bíblica: Êxodo 32.1-8
Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre (Rm 1.25).

Quando lemos a história do bezerro de ouro ficamos sem entender como aquele povo, depois de ter tantas experiências com Deus, pode construir e adorar um bezerro de ouro. 

Eles se ajuntaram em volta de Arão e disseram: “Levanta-te, faze-nos deuses que vão adiante de nós” (Êx 32.1a).

Fato é que nós muitas vezes fazemos algo parecido. É muito fácil substituir a adoração a Deus por algo físico. Adorar a criação no lugar do criador. 

Atribuímos o nosso bem-estar financeiro à economia, nossa alegria ao casamento, nossa saúde à boa alimentação, nossa espiritualidade à boa igreja e nossa segurança ao bom sistema de segurança (David Tripp). 

Este é o perigo. Atribuir maior valor às coisas que Deus nos deu do que ao próprio Deus.

Somos pecadores, nossa tendência é substituir o Criador pela criação. Tomar os “tesouros” que Deus nos proveu e os transformar em nosso próprio deus. 

Somos propensos a servir aos tesouros mais do que servimos a Deus. 

Devemos atribuir a Deus toda honra e satisfação, lembrando que a alegria proporcionada por tudo que temos e somos vem de Deus, que nos proporciona todas as coisas.

Deus nos dá em alguma medida o conforto material. As bênçãos que Deus nos dá são principalmente para nos lembrar de sua misericórdia, para assim glorificarmos o seu nome.

Aquelas coisas que deveriam ser um lembrete visível da glória de Deus em nossa vida se tornam glórias substitutas, que nos levam para longe dele. Os dons espirituais diários dados por Deus passam despercebidos enquanto contamos nossos bens materiais (David Tripp).

Que possamos identificar e derreter nossos ídolos. Seguindo o que diz Mateus 6.19-20: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu”.

Adore a Deus.

Comentários