Deus nos livrará


Porque ele me ama, eu o resgatarei; eu o protegerei, pois conhece o meu nome (Sl 91.14).

O Salmo 91.3 diz: “Ele te livrará do laço do passarinheiro”. O Senhor nos livra dos laços que são armados para nos derrubar e do perigo das armadilhas escondidas.

Um inimigo pode não ser muito forte, mas pela sua astúcia nos fere. Por isso, pode ser considerado até mais perigoso do que de grandes enfrentamentos. 

Não é fácil combater um inimigo que não conseguimos identificar com facilidade. 

É mais fácil escapar da flecha do caçador do que da isca engenhosa. E onde não estão armadas? Riqueza e pobreza, doença e saúde, prosperidade e adversidade, amizade e solidão, o trabalho e a falta dele - cada um tem seu laço em que não caem apenas os incautos, mas às vezes também os sábios e os atentos. Pequenas coisas, fios apenas, dificilmente são dignas de atenção - mas são suficientemente fortes para nos prender e atrasar, podendo ser o começo de nossa destruição (D. L. Moody).

Nem sempre enxergamos este livramento. Nem sempre agradecemos por ele. Mas diariamente o Senhor tem nos livrado de laços e armadilhas que são distribuídos pelo inimigo em nosso caminho. 

A promessa de Deus é que “aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos” (Sl 91.11). A promessa é que seremos amparados por anjos para não tropeçarmos nas pedras do caminho. 

Mark Guy Pearse disse que Deus envia anjos para nos acompanhar e nos livrar, porque viver é uma tarefa perigosa, mesmo quando não percebemos isso. 

Ele diz: “Não considere nenhum dever pequeno demais, nenhuma esfera da vida limitada demais, nenhum trabalho humilde demais, se aparecerem em teu caminho, já que Deus o considera tanto, a ponto de enviar seus anjos para guardar-te nele”.

O Senhor nos livra de grandes tragédias. Ele inicia seu trabalho nos livrando dos pequenos laços e pedras do caminho. Que possamos descansar à sombra de Deus. E ele nos livrará de todo mal.

Deus é nosso altíssimo refúgio.

Comentários