As Bem-Aventuranças (7) - Os Pacificadores

Misericórdia e aproximação


Ouve, SENHOR, a minha voz; eu clamo; compadece-te de mim e responde-me (SI 27.7). 

Por favor, ouça quando eu chamar, tem misericórdia de mim e responde-me. Este clamor de Davi demonstra sua consciência do favor de Deus e também o conhecimento de sua falta de mérito.

É certo para ele que não merece atenção de Deus, que não é digno nem de ser ouvido, quanto mais de obter alguma resposta. Mas mesmo assim ele clama, porque também conhece a grande misericórdia e amor de Deus. 

Esta também deve ser a nossa atitude - uma constante busca pela atenção de Deus por intermédio da sua misericórdia. A proximidade de Deus não pode ser alcançada por nossas boas obras e habilidades. 

Esta proximidade é conquistada pela humildade de espírito, pelo reconhecimento de nosso pecado e pela confissão de nossa miséria. 

Isso, aliado ao encontro da graça e perdão de Deus, é o caminho para o relacionamento com ele. Precisamos reconhecer que não somos dignos da presença de Deus. 

Paul David Tripp disse: 

Estou diante de ti com ombros caídos e mãos vazias. Eu me aproximo de ti sem justificativas ou palavras para oferecer em minha defesa. 


Estou convicto da duplicidade do meu coração, do erro das minhas escolhas, e das minhas falhas de comportamento, mas não tenho temor porque me coloco diante de ti com um argumento, com um rogo. 


Esse argumento é suficiente. A tua misericórdia é meu descanso. A tua misericórdia é minha esperança. A tua misericórdia é tudo de que preciso. A tua misericórdia me diz que tu ouvirás. 


A tua misericórdia me diz que tu agirás. A tua misericórdia me diz que tu perdoarás. A tua misericórdia me diz que tu me restaurarás. A tua misericórdia me diz que tu me fortalecerás. 

Somente confiados na misericórdia de Deus podemos nos aproximar dele. Mesmo sendo fracos, podemos com confiança e intrepidez nos achegar a Deus. Mesmo pecadores confiamos na salvação. Temos resposta certa quando nos aproximamos de Deus da forma correta. 

Na tua misericórdia descanso.

Comentários