Deus é minha força


Olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus (Hb 12.2 - Is 49.1-5). 

Gosto muito do que disse Phillips Brooks sobre a oração. Ele disse: 

Ó, não ore para ter vida fácil! Ore para ser mais forte! Não ore por tarefas que se igualem às suas forças; ore por forças que se igualem às suas tarefas! Então você ficará maravilhado pela riqueza da vida que lhe sobreveio pela graça de Deus. 

Esta oração é muito importante, pois ela realmente é composta de fé. Vai além do medo, não se contenta com a comodidade, se lança em coragem, demonstra desejo de progredir no caminho de Deus, no caminho da fé. 

Alexander Maclaren disse: 

Despreze a afronta. Como? Suba a montanha! E as coisas do vale parecerão muito pequenas. Quanto mais alto você subir, mais insignificantes parecerão. Mantenha comunhão com Deus, e os inimigos atemorizantes hão de parecer bichinhos abobalhados. Olhe para Jesus! 

Somente quando Deus é nossa fortaleza podemos vencer o medo. Isaías diz: “o meu direito está perante o SENHOR, a minha recompensa, perante o meu Deus (...) o meu Deus é a minha força” (Is 49.4b-5b). 

A única forma de vencermos as adversidades é através da força de Deus. Também é importante que sempre nos mantenhamos em submissão aos cuidados de Deus. 

Seguindo o exemplo de Jesus, devemos falar como ele disse: “Não seja como eu quero, e sim como tu queres”. 

Como disse Faber: 

Não há desapontamentos às pessoas que enterram sua vontade na vontade de Deus. 

Tempos de incerteza, insegurança e dor também são tempos de confiança e gratidão. 

Jamais percamos de vista o fato de que ele ainda é e sempre será O DEUS VIVO! Confiemos nele em nossos momentos mais sombrios (George Mueller). 

O poder de Deus não foi diminuído, sua mão não ficará encolhida. Deus é o mesmo e o será para sempre. Ele é o Deus vivo e fará por nós o que sempre fez por todos os seus. Todos os seus amados estão protegidos e devem viver em paz. Em Deus e seu amor podemos descansar. 

No Senhor temos confiança na adversidade. 

Comentários