Coragem para vencer desafios


Rev. Josimar Rocha

I Reis 17.1 a 9

Como ter coragem para vencer os desafios que se apresentam a nós cada dia? Israel vivia um período histórico marcado pela apostasia, o afastamento generalizado do povo de Deus. O rei Acabe e sua esposa Jezabel implantaram o culto a Baal (o falso deus da fertilidade) e tentaram exterminar toda e qualquer lembrança do Deus verdadeiro.

Mas Senhor nunca deixou seu povo sem testemunhas fiéis, e por essa razão, foi levantado o profeta Elias com a incumbência de anunciar o veredito e o juízo de Deus ao rei infiel.

A missão de Elias foi extremamente difícil, pois o rei já havia matado muitos profetas de Deus. Agora Elias deveria se apresentar sozinho diante do monarca. Como não temer tal situação? Onde residia a força de Elias para não fugir de tamanho desafio? 

A força de Elias estava em uma vida de oração. 
O decreto de Elias era “... nem orvalho nem chuva haverá nestes anos” ( I Reis 17.1) O que chama a nossa atenção neste fato é que as orações de Elias começaram seis meses antes do confronto com o rei Acabe.

Chegamos a essa conclusão comparando o registro do final da seca registrado em I Reis 18.1 com os textos do Novo testamento que registram o poder da oração. Tiago (5.17) afirma que "Elias orou, com instância, para que não chovesse sobre a terra e, por três anos e seis messes, não choveu”.

Já em Lucas 4.25, Jesus nos informa que no tempo de Elias céu se fechou, por três anos e seis meses.

Todas essas informações apontam que a oração de Elias começou antes do encontro com o rei. Ou seja, já faziam seis messes de seca quando o profeta se apresentou a Acabe para anunciar que não iria chover por mais três anos.

Elias permaneceu imperturbável na presença do poderoso monarca porque havia se ajoelhado antes humildemente diante de Deus. E ele o fez com “instância” derramando o seu coração diante do Senhor.

Para permanecer em pé diante dos homens precisamos ficar de joelhos diante de Deus esse é o segredo da força de Elias.


A força de Elias estava em seu conhecimento de quem é Deus.
“Tão certo como vive o Senhor Deus de Israel”. Essa declaração é destinada ao rei Acabe que tinha tentado acabar com toda e qualquer evidência da existência do Deus verdadeiro. Mas para o profeta Elias a existência de Deus era real e verdadeira, pois o seu nome significa "Só Jeová é Deus."

A força de Elias está no seu conhecimento de quem é Deus. Ele tem consciência do poder de seu Deus, que é o Todo Poderoso.

Quando você estiver diante de um grande desafio em sua vida lembre-se de quem é o Deus a quem você serve. Só o conhecimento de Deus pode acalmar o nosso coração nesta hora. Você conhece o Deus verdadeiro?

A força de Elias estava na consciência da presença de Deus
A frase “... perante cuja a face estou....” revela que o profeta Elias tinha não só o conhecimento de Deus mas também a certeza da presença dEle em seu viver diário.

A presença de Deus é o motivo pelo qual Elias não temeu Acabe. Ele sabe que está diante de alguém muito mais poderoso do que o rei. Foi essa certeza que fez os homens de Deus do passado como Elias, Daniel Davi, Paulo e muitos outros vencerem grandes desafios. 

Como você reagiria se tivesse a consciência da presença de Deus em todos os momentos de sua vida? A Bíblia nos fala que Deus nos conhece e sabe de todas as coisas, como nos mostra o Salmo 139. Você tem andado diante da presença de Deus?

A força de Elias estava na obediência a Deus. 
“Veio a palavra do Senhor dizendo: Retira-te daqui..”. A ordem recebida de Deus foi para que Elias saísse do território de Israel, não como medida de proteção contra aquilo que o rei Acabe poderia fazer com o profeta, mas como ato de punição a desobediência do povo. Elias obedeceu e seguiu todas as orientações do Senhor.

Diante dos desafios de nossa vida, sem dúvida encontramos coragem e força quando obedecemos a Deus. A Bíblia nos transmite sua vontade de maneira clara e objetiva. Você tem obedecido ao Senhor?

-----------------------------------------
Josimar Gabriel da Rocha é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se Bacharel em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 1993 Foi ordenado pastor em 1995. Trabalhou como missionário no Rio Grande do Sul como plantador da Igreja de Alegrete, RS.