Hino 341 - Vera Páscoa

Seu navegador não suporta o elemento audio


1. Ó Jesus, ó vera Páscoa, 
Suspirada dos antigos! 
O Cordeiro eterno e meigo, 
Digna-te assistir aqui!

2. Bom Jesus, ó Pão divino
Pela fé te recebemos
És nas almas o alimento
Que sustenta o nosso amor

3. Bom Jesus, ó Vinho puro, 
De perene gozo a fonte, 
Faze que nossa alma viva 
Para ti, sempre de ti! 

Informações
Letra: Anônimo
Música: Thomas Cairns, século 19
Palavras-chave: Páscoa, Jesus, alimento espiritual, fé, vida em Cristo.

Ênfase do hino: O hino enfatiza a importância da Páscoa como celebração da vida em Cristo. Ele destaca a figura de Jesus como o Cordeiro eterno e o alimento espiritual que sustenta o amor dos cristãos. O hino também exalta a fonte de perene gozo que é encontrada em Cristo.

Teologia do hino: O hino apresenta uma visão teológica da Páscoa como celebração da vida em Cristo. Ele enfatiza a figura de Jesus como o Cordeiro eterno que foi sacrificado por nós, e como o alimento espiritual que sustenta nossa vida em Cristo. O hino também destaca a importância da fé em receber o alimento espiritual que é oferecido por Cristo, e a fonte de perene gozo que é encontrada nele.

Textos bíblicos:
- João 6:35 - "E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede".
- 1 Coríntios 5:7 - "Porque Cristo, nossa Páscoa, foi sacrificado por nós".
- João 4:14 - "Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna".

Metáforas e simbologia:
- "Cordeiro eterno e meigo": a metáfora representa Jesus como o sacrifício perfeito e meigo que foi oferecido por nós.
- "Pão divino": a simbologia representa Jesus como o alimento espiritual que sustenta nossa vida em Cristo.
- "Vinho puro": a simbologia representa Jesus como a fonte de perene gozo que é encontrada em Cristo.

Aplicação prática: O hino nos desafia a celebrar a Páscoa como celebração da vida em Cristo. Ele nos incentiva a buscar Jesus como o alimento espiritual que sustenta nossa vida em Cristo, e a beber da fonte de perene gozo que é encontrada nele. Além disso, o hino nos lembra da importância da fé em receber o alimento espiritual que é oferecido por Cristo.

Quando cantar: Este hino é apropriado para ser cantado em momentos de celebração da Páscoa, em cultos de adoração, ou em momentos de reflexão sobre a importância de Jesus como o alimento espiritual que sustenta a nossa vida em Cristo. Ele também pode ser utilizado em momentos de busca por renovação da fé e da vida em Cristo.

História
Este poema tão apreciado em nossas igrejas, e muito característico da ceia do Senhor, figura em nosso repertório desde a edição de 1899 do "Psalmos e Hymnos", associado à música que aqui publicamos "Prius Petendan", também chamada "Corban-Pesach", forma que figura no referido hinário. 

Nada sabemos sobre seu autor ou tradutor se é que há. E um curioso poema sem rimas, o que dificulta ainda mais a pesquisa. Também sobre o compositor Thomas Cairns não tem maiores informações registradas, a não ser sua presença no século 19. 

Andrei Barros

linkedin youtube facebook Andrei é editor do blog Semeando Vida. Ele é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil com cerca de 20 anos de experiência. Em 1998 foi missionário em Portugal. Em 2003, formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul e foi ordenado pastor no ano seguinte. Em 2015, obteve a licenciatura em História. Tem MBA em Gestão de Pessoas e Liderança Atualmente estuda Psicologia e faz MBA em Gestão de Projetos, além de pós-graduação em Comunicação e Relacionamento Interpessoal.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Facebook