Não matarás sua igreja: mas se quiser siga as instruções abaixo



Falte sempre que puder. De preferência, falte em programações especiais, santa ceia e feriados prolongados. 

Para justificar tantas faltas, crie antipatia com alguém, em especial com o pastor, porque aí você pode dizer: "como eu vou lá pra ficar olhando para a cara dele?" Também pode ser com alguém da liderança ou qualquer membro assíduo, pois assim você não poderá ir em um lugar que você não se sente bem. 


Se não resistir e resolver ir, chegue atrasado e fique torcendo para alguém te olhar feio ou o pastor que você já não gosta chamar atenção dos que faltam e chegam atrasados na hora dos avisos.

Sente bem atrás ou perto de uma coluna que atrapalhe a visão. Ocupe o tempo, olhando se alguma lâmpada está queimada, ou algo não está correto como deveria ser na casa de Deus. 

Olhe seu facebook na rede de internet da igreja e até poste uma foto ou vídeo que você fez
naquele momento. Não preste atenção na mensagem após dez minutos de pregação. Após vinte minutos fique indignado porque o pastor ainda não acabou, pois é o tempo que ele deveria pregar. 

Ao sair, não cumprimente muitas pessoas e olhe com cara feia para os visitantes. Ou fique mais um tempo, quem sabe arruma alguma confusão, pois mesmo você não saindo da igreja pode conseguir que outras pessoas magoadas com você não voltem nunca mais. 

Mas também pense em mudar de igreja. Comece a paquerar outra igreja, faça uma campanha, ou curso em outras igrejas alegando que a sua não tem campanha, nem cursos ou ensino. 

Fale mal da sua igreja lá na outra igreja, sem esquecer de falar mal também em casa. Coloque alguns rótulos nela para mostrar o quanto você é sábio para identificar todos os problemas de sua igreja. Cobre projetos, cursos e quando algum projeto for apresentado diga pra todo mundo que você acredita que não vai dar certo, não participe e desencoraje outras pessoas a participar daquela bobeira. 

Não dê o dízimo nem ofertas. Para isso, contribua com uma outra igreja ou instituição distante. Você também pode comprar muitas coisas para você e sua família, fiquem endividados, assim você não poderá dar o dízimo, muito menos uma oferta.

Aproveite, assim, para começar dar mal testemunho, fique devendo no comércio. E na hora de comprar, deixe bem claro que você pertence à igreja. Também dê mal testemunho, de forma que ninguém queira ir para aquela igreja. Todos vão dizer: aquela igreja que o fulano adulterou. Roubou. Bateu na mulher.

Tome cuidado! Para matar sua igreja, você precisa fazer uma última coisa. Não fale do evangelho a ninguém durante pelo menos um ano, tente não falar com ninguém sobre sua igreja, as reuniões, pois pode ser que alguém se converta através de você, mesmo seguindo todas as instruções anteriores.

Se não conseguir matar sua igreja depois disso, fique tranquilo, pois pelo menos conseguiu acabar com sua vida e de sua família. Uma família a menos e assim a sua igreja começa a morrer.

-----------------------------------------
Hebert dos Santos Gonçalves, é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 1990 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2006. É um dos escritores do Presente Diário da Rádio Transmundial. É fundador e editor do site: www.hebert.com.br
Tecnologia do Blogger.