Hino 303 - Pendão Real



1. Um pendão real vos entregou o Rei 
A vós, soldados seus!
Corajosos, pois, em tudo o defendei,
Marchando para os céus.
Com valor! Sem temor! 
Por Cristo prontos a sofrer, 
Bem alto erguei o seu pendão 
Firmes, sempre, até morrer!

2. Eis formados já terríveis batalhões 
Do grande usurpador! 
Revelai-vos hoje bravos campeões! 
Avante, sem temor!

3. Quem receio sente no seu coração
E fraco se mostrar,
Não receberá o eterno galardão 
Que Cristo tem pra dar!

4. Pois sejamos todos a Jesus fiéis 
E a seu real pendão!
Os que da vitória colhem os lauréis
Com ele reinarão.


Informações
Letra: Daniel Webster Whittle (El Nathan), 1884
Adaptação: Henry Maxwell Wright, 1893
Música: James McGranahan, 1884

História
Quando o evangelista norte-americano Daniel Webster Whittle, cognominado El Nathan (v. hino n° 105) escreveu este hino, certamente não poderia supor o quanto significativo ele seria para os brasileiros. 

Graças à tradução de Henry Maxwell Wright (v. hinos n° 39 e 132) temos o texto em português desde 1893, ano de sua terceira viagem ao Brasil e também ano da inauguração da Associação Cristã de Moços no Rio de Janeiro, ocasião em que o hino foi cantado. 

Porém a maior associação deste hino é com a Igreja Presbiteriana Independente, pois na reunião de sua organização, em 31 de julho de 1903, Antônio Ernesto da Silva, depois pastor Batista, começou a cantá-lo, seguido pela congregação. Atualmente é o hino oficial da Igreja Presbiteriana Independente.

Tecnologia do Blogger.