Como viver nos tempos modernos


“Eles não são do mundo, como também eu não sou” - João 17:16 

O mundanismo sempre aparece, diante da fraqueza do homem, na forma de algo muito agradável, sugestivo, convidativo. Este algo é bem característico do mundo material e sempre se opõe ao que é espiritual e pertence a Deus. São os prazeres, os gozos ilusórios do mundo em que vivemos.


Que fazer então? Mergulharmos em nosso interior na tentativa de ignorarmos o mundo que nos circunda? Isso não é bíblico! Não foi assim que Cristo nos ensinou a agir, uma vez que somos Sal e Luz no mundo em que vivemos. 

A nossa visão deste mundo deve ser diferente, e isto porque o vidente do livro de Apocalipse contemplava o dia quando grandes vozes no céu haverão de proclamar: “O reino do mundo se tornou do nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos”. - Apocalipse 11:15. 


A oração sacerdotal de Cristo é uma comunicação solene do Filho com o Pai celestial em que Ele confia a cada um de nós, seus salvos e remidos, o sacerdócio universal.

Ocasião em que ganhamos de Cristo autonomia espiritual que provém dele mesmo, para continuarmos vivendo neste mundo como fiéis testemunhas do único Senhor em todo o universo. Modificados pelo sangue de Cristo deixamos de exibir as características que são próprias do mundo anticristão. 
Cristo orou para que fôssemos guardados de todas as más influências desse mundo que O desconheceu.

É o peso do ódio do mundo que temos de suportar, mas é neste mundo que fazemos, no presente, a nossa habitação espiritual, porque foi ao mundo inteiro que Cristo nos enviou como seus discípulos. 

Este mundo é a vasta seara onde a Igreja deve desenvolver a sua obra de testemunho sobre a verdade conforme ela se acha em Jesus Cristo (Mt.13:38). Embora seja o maligno a marca registrada que caracteriza o presente mundo, ele continua pertencendo a Deus. 

No fim, a verdadeira beleza do mundo será restaurada. Deus será tudo em todos (1Co.15:28). E toda a criação, juntamente conosco, os filhos de Deus, será redimida do cativeiro da corrupção (Rm.8:2l) . Neste espírito de fé, deve ser a nossa caminhada nesses tempos modernos para gloria do Senhor.

-----------------------------------------
Carlos Roberto Teles, é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul no ano de 1987. Foi ordenado pastor em 31 de janeiro de 1988.
Tecnologia do Blogger.