Dia de Finados


Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham (Ap 14.13).

Dia 2 de novembro é o dia dos mortos. Muitos prestam homenagem aos entes queridos que já morreram. Vão ao cemitério deixar flores e fazer orações lembrando dos familiares ou amigos que já partiram. 

Um dia para lembrar dos mortos pode parecer um dia muito triste, mas ao mesmo tempo nos remete a uma lembrança feliz. 

O pastor Marcos Antônio José de Paula disse sobre isso: 

Hoje nossa gratidão é ao Deus vivo e verdadeiro. Hoje é feriado de Finados. Nos lembramos dos que já partiram e a saudade e lembrança nos tornam tristes. Porém, somos servos do Deus que ressuscita os mortos. Essa é a nossa bendita esperança. Naquele dia, Cristo Jesus trará em sua companhia os que já partiram e nós estaremos juntos com eles para sempre na eternidade. 

Concordo plenamente com estas palavras do pastor Marcos. 

O dia de finados traz a nossa memória não tristeza, mas nos lembra que Jesus venceu a morte, nos lembra que os nossos queridos que partiram com Cristo um dia irão ressuscitar, nos lembra que também iremos morrer, mas a morte não poderá nos conter, pois seremos resgatados da morte para a vida eterna. 

Como nos ensina João: "Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá” (Jo 11.25).

Portanto, hoje não comemore a morte, celebre a vida. Não se deixe abater pela tristeza da ausência de alguém querido, abra o seu coração para a esperança de que um dia você irá encontrá-lo novamente nos céus. 

Neste dia, aproveite para meditar em como está sua vida com Deus. Confesse seus pecados, busque a misericórdia de Deus. 

Aproveite para agradecer o milagre da vida e da ressurreição. Aproveite o dia em gratidão por tão grande salvação. 

Tenha convicção de que a morte não é o fim, mas o princípio de uma vida melhor. O dia da morte é o dia do descanso, o fim das lutas das obras aqui na terra.

Somos livres da morte pela fé no poder de Deus.

Comentários