Não lamente o passado. Siga em frente!


Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam (1 Co 2.9 - leia também Is 64.1-8).

Um dos motivos que nos impede a seguir em frente é ficarmos presos ao passado.

Ora lembramos do passado, tristes pelas decisões erradas tomadas. Ora olhamos para o passado, como se ele fosse uma imagem do futuro, como se estivéssemos presos aos acontecimentos e nossos erros tivessem que continuar acontecendo repetidamente. 

Um sentimento de que o futuro que nos espera apenas fosse repetir as mesmas frustrações. E. F. W. Robertison disse: 

Não é lamentando o irreparável que fazemos o verdadeiro trabalho. E, sim, fazendo o máximo que conseguimos.

Não devemos reclamar por não termos as ferramentas certas; precisamos usar bem os instrumentos que temos. O que somos e o lugar em que estamos fazem parte de um arranjo providencial de Deus.

É um ato divino, embora ocorram erros humanos. A vida é uma série de erros, e o melhor cristão não é o que dá menos passos errados. O melhor é aquele que conquista as vitórias mais esplêndidas lutando por reparar os seus erros.

Paulo disse: “esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3.13b-14). 

Robertison tem razão quando afirma que “não é lamentando o irreparável que fazemos o verdadeiro trabalho”. 

No lugar de lamentar o passado, devo seguir em frente. No lugar de reclamar da falta de recursos, devo me empenhar para superar as dificuldades. 

Deus é nosso auxílio e nosso ajudador. Ele molda o nosso futuro, não pelos erros do passado, mas pela nossa comunhão com aquele que nos promete a salvação. 

Nosso passado, por pior que tenha sido, pode ser esquecido, pois pela graça Deus já nos perdoou e mudou a nossa história. 

Agora nos cabe agir como Paulo. No tempo que nos resta, corramos para junto de Deus, tendo os olhos firmes no futuro de esperança e paz que Deus tem preparado para nós.

Somos obra das mãos de Deus.

Comentários