Um vaso quebrado


Miss. Madalena Gomes

E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas. Como o vaso que ele fazia de barro se quebrou na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme pareceu bem aos seus olhos fazer... Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? - diz o Senhor... - Jeremias 18:3-4,6a

A casa onde moro aqui em Pretória, África do Sul, fica dentro de uma propriedade para retiros espirituais. Deus tem me dado o privilégio de ter à minha disposição um lindo jardim todo preparado para levar qualquer pessoa que aqui chegar ao descanso, à contemplação e principalmente à oração.

É um lugar para o peregrino, para quem está buscando ao Senhor, seja em grupo ou sozinho; o lugar é um convite para se assentar aos pés do Mestre! Assim, tenho aproveitado as oportunidades para participar de alguns retiros.


É muito comum nestes retiros, os participantes serem levados a contemplar Deus através da criação, das artes, da música, etc... e mesmo serem lançados no caminho da própria criatividade artística. 

Assim, tenho aprendido a soltar a minha imaginação e criar a minha própria arte descobrindo a minha capacidade, ainda que ínfima, para desenhar, pintar, enfim construir alguma coisa com minhas próprias mãos, entendendo o propósito pelo qual Deus me criou – para o louvor da Sua glória!

Numa dessas atividades, desafiei-me a fazer alguma coisa com o barro (argila). Que sensação extraordinária! Tão logo comecei a mexer no barro, a sensação que experimentei foi de poder. Em minhas mãos eu tinha uma porção de barro que eu podia trasnformar em qualquer coisa que a minha imaginação determinasse.

Conforme eu tentava moldar o barro em alguma coisa concreta, logo percebi que a peça não estava saindo do jeito que eu imaginava que seria (coisa de principiante que quer fazer logo uma grande obra de arte!). Então, novamente eu amassava o barro para começar tudo de novo e no final, consegui fazer algumas peças decorativas para minha casa.

Foi aí que me lembrei da experiência do profeta Jeremias ao observar a obra do oleiro e, à luz da minha experiência com o barro e minhas tentativas de criar alguma coisa, pude compreender de forma mais real a minha própria fragilidade frente à grandeza e soberania do meu Senhor.

A Palavra de Deus me diz que sou feita do barro – e Deus, o Senhor é meu Criador, portanto, Ele pode fazer em mim, sua criação, o que lhe apraz (Gênesis 2:7 - Eclesiastes 3:20; 12:7).

O barro em minhas mãos teve que se moldar com os movimentos de meus dedos, rendendo-se totalmente à minha arrogante criatividade, e mesmo, sem nenhuma possibilidade de escolha de sua própria vontade.

Descobri ainda, que enquanto criadora, a minha arte tornou-se tão somente objeto de um desejo egoísta e sem grandes propósitos – apenas um objeto decorativo em minha estante, de mim e para mim.

No entanto, ao retornar ao texto de Jeremias mais uma vez fui impactada pela graça e compaixão de um Deus que embora tenha total autoridade sobre a Sua criação decide-se por dirigir e apontar o caminho ao arrependimento e restauração à Sua criatura (v8) revelando um propósito muito maior e mais nobre do que o meu.

Nas mãos poderosas deste Oleiro, eu me descubro não um objeto vazio e inanimado, mas um ser capaz e útil para em Suas mãos ser usada para abençoar o Seu Reino!

E assim, diante de tão grande amor, posso apenas me entregar e me render aos movimentos das mãos do meu Senhor para que Ele faça o que quiser fazer em mim e através de mim. Em Suas mãos, deixo de ser um vaso quebrado e sem valor para ser uma obra de arte, caminhando e olhando firme para o autor e consumador da minha fé, até o dia em que enfim serei vaso perfeito!

Faz em mim, Senhor, o Seu querer!

--------------------------------------------------
Madalena Gomes é membro da Igreja Presbiteriana do Caminho em Londrina, formada em Teologia com ênfase em missões pelo ISBL Faculdade de Teologia de Londrina e em Letras pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). É missionária desde 1998, servindo pastores e líderes dos países de língua portuguesa na África através da CRM Empowering Leaders. Madalena mora em Pretória, África do Sul. (clique para entrar em contato)
Tecnologia do Blogger.