Graça e proteção para chegarmos lá


“Passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel” - Josué 1.1-9 

Com a morte de Moisés a entrada do povo de Israel na terra prometida não se estacionou nas fronteiras, no lado oriental do rio Jordão. Deus já havia levantado um novo líder, depois de prepará-lo, através de Moisés, durante os quarenta anos de deserto. Era o grande capitão do povo: Josué. 


A conquista da terra requereria obediência para com Deus e Josué dera provas suficientes da sua fé, da sua confiança nas grandes promessas que Deus, outrora, fizera aos seus antepassados. Basta lermos o texto de Números 14.6-9, para vermos as evidências disso tudo.

Deus fala com ele neste texto de maneira direta e precisa. Josué entende que para se conquistar a terra era necessária confiança e obediência à orientação de Deus. 

Todos nós temos alvos. Todos nós temos objetivos. Todos nós temos sonhos. Quando estes estão sob a orientação de Deus, nosso Pai celestial, conseguiremos atingi-los. 

Algumas perguntas básicas são feitas para se chegar lá:

1 – QUAL A VONTADE DE DEUS PARA A MINHA VIDA? (vv. 1-4)
Lendo Josué 1.1-4 podemos observar que a vontade de Deus se manifesta na vida de um povo ou na de cada um de nós mostrando: 

a) Que a morte de um dos servos de Deus não é o final da linha para com o Seu povo ou nossas vidas. “Sucedeu, depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que este falou a Josué, filho de Num, servidor de Moisés, dizendo: Moisés meu servo, é morto;”. Moisés havia encerrado seus dias aqui na terra. 

b) Que o levantar de outro líder já se encontra nas previsões de Deus. O SENHOR Deus jamais foi pego de surpresa. Basta ver que tudo isso já se encontrava expresso nos livros do Pentateuco. Moisés sabia de como Deus, antecipadamente preparava o seu servidor para o resto da jornada. “...dispõe-te, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel”.

c) Que a bênção para com o Seu povo já está determinada por Ele, o Todo-poderoso – “Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu prometi a Moisés”. 

d) Que a área da ação de Deus já se encontra delimitada por Ele. “Desde o deserto e o Líbano até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus e até ao mar Grande para o poente do sol será o vosso termo”. Deus nunca nos dá além do que precisamos e nem deixa de nos dar aquém do que necessitamos. 

Você tem entendido a vontade de Deus para sua vida? Procure-a nas Escrituras Sagradas.

2 – COMO DEUS TEM ME AJUDADO? (v. 5)

Além de demonstrar a sua vontade graciosa Deus nos ajuda. 

Vejamos o v.5. Deus fala a Josué de que maneira Ele o estaria ajudando: 

a) Dando-lhe resistência contra o inimigo. “Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida;”. Lutero, ao escrever o belíssimo hino, Castelo Forte, nos diz o seguinte: “A Força do homem nada faz, Sozinho está perdido! Mas nosso Deus socorro traz. Em seu Filho escolhido” (Novo Cântico 155).

b) Dando-lhe da Sua presença permanente. “...como fui com Moisés, assim serei contigo;”. 

c) Dando-lhe Seu amparo constante. “...não te deixarei, nem te desampararei”. Essa é a maneira como Ele age diariamente em nossas vidas.

3 – QUAIS SÃO AS PROMESSAS DE DEUS PARA A MINHA VIDA? (v. 9) 
Um Deus Maravilhoso cuja vontade é graciosa e que nos ajuda constantemente é também um Deus Poderoso que nos promete grandiosas coisas. 

Não as coisas materialistas de um evangelho comercial, mas, sim, coisas que superam qualquer bem mundano.

a) Uma palavra de comando. “Não to mandei eu?”. O mandar de Deus é segundo o Seu grandioso poder e autoridade.

b) Uma palavra de coragem. “Sê corajoso;”. A nossa coragem é sempre sustentada na fé e na confiança de Quem promete. No caso é o nosso Deus e Senhor.

c) Uma palavra estimuladora. “não temas, nem te espantes,”. O estímulo divino nos faz colocar de lado qualquer tipo de medo, seja do presente, seja do futuro.

d) Uma promessa consoladora. “porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares”. A presença de Deus é a sustentação suprema de todas as suas palavras e promessas. Há um outro hino (NC 110), que diz: “A presença de Jesus, / Enche o coração de luz! / Mui preciosa fica, / E também mais rica / Esta vida com Jesus”.

4 – QUAIS SÃO AS REGRAS EXIGIDAS POR DEUS? (vv. 7-8)
Diante de tão grandes manifestações de graça, ajuda, amparo, socorro, proteção nada mais é necessário para Josué e para o povo israelita. 

Nestes últimos versículos apenas é exigido de Josué, como também de cada um de nós isto: 

a) Confiança na palavra e na promessa de Deus. “Tão-somente sê forte e mui corajoso”.

b) Resolução em guardar a Lei de Deus. “...para teres cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo Moisés te ordenou;” 

c) Determinação em levar avante a ordenança divina. “...dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, 

d) Bênção do sucesso. “...para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares”. Provindas de obediência irrestrita para com as divinas e sábias regras de Deus, nosso Pai celestial o cristão será muito abençoado e protegido como foram Josué e toda sua família.

------------------------------------
Antonio Coine é Pastor Emérito da Igreja Presbiteriana Monte Sião (Botucatu), atuando como ministro há 40 anos na Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pela Faculdade de Teologia da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil - SP. Licenciado em Filosofia. Mestre em Divindade e Doutor em Ministério pelo Seminário do Canadá em Manitoba/CA. Foi pastor da Igreja Presbiteriana do Canadá e missionário dessa denominação entre os povos de Língua Portuguesa, quando plantou a Igreja Presbiteriana de Língua Portuguesa do Presbitério West Toronto, IPC que foi organizada em outubro de 1988. É autor do livro "Das Sagradas Escrituras - Uma coletânea de esboços de sermões para um ano litúrgico - Vol. 1".

Tecnologia do Blogger.