Uma grandiosa bênção


“De Aser disse: Bendito seja Aser entre os filhos de Jacó, e banhe em azeite o pé. Sejam de ferro e de bronze os teus ferrolhos, e, como os teus dias, durará a tua paz”. (Deuteronômio 33.24,25)

Ao lermos o livro do Deuteronômio notamos como as bênçãos se destacam para o povo de Deus, mesmo e apesar das imprudências e imperfeições da nação israelita. 


É certo que maldições pesadas foram previstas, e depois cumpridas devido desobediência dos filhos que se afastaram quase que totalmente do Senhor não levando em conta a Lei do SENHOR. 

A destruição do Reino Norte, formado pelas dez tribos que foram levadas em cativeiro pelos assírios e assimiladas por outros povos deixando, perenemente sem mais existir. Depois surge o exílio Babilônico, quando o rei Nabucodonozor levou o povo do Reino Sul, ou seja os judeus, que foi a forja na qual Deus disciplinou severamente o Seu povo.

Aqui, neste texto de Deuteronômio 33 temos a bênção que foi proferida sobre as doze tribos de Israel. Destacamos nela os vv. 24,25 a bênção sobre a tribo de Aser. 

Este patriarca era o filho que Zilpa, serva de Lia, havia dado a Jacó conforme Gn 30.12,13 “Depois, Zilpa, serva de Lia, deu o segundo filho a Jacó. Então disse Lia: É a minha felicidade Porque as filhas me terão por venturosa; e lhe chamou Aser”. Gade foi o primeiro filho que Zilpa deu a Lia (Gn 10,11). 

Lia o chama de Asher, que quer dizer Feliz. Moisés ao abençoá-la a quantifica com quatro grandes bênçãos que haveriam de acompanhar esta tribo dos filhos de Israel caso se comportasse de maneira correta e piedosa diante do Senhor. 

Desenvolvendo os pontos fundamentados em Deuteronômio 33.24,25.

Meditando neste texto poderemos observar que esta bênção é para todo o povo de Deus, inclusive para os nossos dias, caso sejamos obedientes.

Auxiliados pelo que comentou o Revdo. Matthew Henry no seu “Comentario Exegetico Devocional a toda La Biblia - Pentateuco” em alguns pontos, observamos o seguinte.

I – UMA BÊNÇÃO EXCEPCIONAL - “Bendito seja Aser entre os filhos de Jacó”.
Interessante notar como Deus está atento e comprometido com as bênçãos que emitimos aos nossos filhos. 

Lia, diz de Aser em Gn 30.13 “É a minha felicidade!” Ao chamá-lo de Asher, feliz, ele se torna, realmente, uma pessoa, e, depois sua descendência, bendita entre os filhos de Jacó. 

Possamos nós, com a piedade de nossas vidas abençoar os nossos filhos no SENHOR para que sejam benditos nesta terra.

II – UM RESPEITO CARINHOSO - “Agrade a seus irmãos”.

Uma pessoa bem-aventurada só pode ser amada dos seus. Isso se constitui na maior bênção na vida de uma pessoa. Não a riqueza, nem a sua prosperidade, mas a maneira como as outras a tratam e a respeitam. Aser tornou-se uma tribo digna de amor, respeito e carinho entre as demais tribos. 

Que a nossa descendência também possa usufruir dos mesmos privilégios no SENHOR.

III – UMA RIQUEZA SEM MEDIDAS – “e banhe em azeite o pé. Sejam de ferro e de bronze os teus ferrolhos”.

O Revdo. Matthew Henry atribui duas fontes de riquezas para a tribo de Aser. 

“A riqueza de seu solo. Em sua superfície. Era proverbial a abundância e a boa qualidade das oliveiras situadas na porção de Aser: banhe em azeite o pé. No subsolo. E isto pode aludir à abundância de minas ali: “ferro e bronze.” 
Esta bênção reporta ao que Jacó o fez em Gn 49.20 “Aser, o seu pão será abundante e ele motivará delícias reais”. E também a fortificação de sua cidade por estar situado no extremo norte e na costa.

A riqueza sem medida que desejamos para os nossos filhos e as subsequentes gerações, nada mais é do que a fé e a confiança no nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo que oferece a todos os que nEle creem vida, e vida em abundância no céu, a Pátria do cristão.

IV – UMA LONGEVIDADE PACÍFICA – “e, como os teus dias, durará a tua paz”. 
Finalmente, Moisés abençoa Aser com a longevidade. 

Alguém que tinha o privilégio de ser bendito e honrado entre os seus irmãos, por um lado, e por outro, ser abençoado com a abundância, nada mais restaria do que ter uma longevidade tranqüila e pacífica. 

Que também nós e nossos filhos, como herdeiros das mesmas bênçãos da Família da Aliança, possamos gozar dessa Grandiosa Bênção que esteve na família, na tribo de Aser.

E ela nos é concedida de maneira única, verdadeira e exclusiva, pelo nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Que Ele nos abençoe e nos ajude.

------------------------------------
Antonio Coine é Pastor Emérito da Igreja Presbiteriana Monte Sião (Botucatu), atuando como ministro há 40 anos na Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pela Faculdade de Teologia da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil - SP. Licenciado em Filosofia. Mestre em Divindade e Doutor em Ministério pelo Seminário do Canadá em Manitoba/CA. Foi pastor da Igreja Presbiteriana do Canadá e missionário dessa denominação entre os povos de Língua Portuguesa, quando plantou a Igreja Presbiteriana de Língua Portuguesa do Presbitério West Toronto, IPC que foi organizada em outubro de 1988. É autor do livro "Das Sagradas Escrituras - Uma coletânea de esboços de sermões para um ano litúrgico - Vol. 1".

Tecnologia do Blogger.