Somos, não por nós, mas pela graça de Deus


Desventurado homem que sou!
 Quem me livrará do corpo desta morte? - Romanos 7.21-25

Um dos princípios que nortearam a Reforma do Século XVI concernente à salvação do crente, eleito de Deus, é a Sola Gratia, isto é, somente pela graça. 

Paulo desenvolve este tema em todas as suas epístolas. Lutero, Calvino e tantos outros reformadores, bem como grandes homens de passado como Wesley, Whitefield, anunciaram este grande princípio da Palavra de Deus. 

Também nós, temos ciência de que é tão somente pela graça que encontramos a redenção em Cristo Jesus.



Por isso que a Sola Scriptura, que é outro de nossos grandes princípios nos ensina no texto que colocamos de Rm 7.13-25, pois como escreveu um grande pregador de séculos passados, e que ninguém sabe o seu nome, mas em cuja iluminação da Palavra nos detemos para aplicá-la em nós, como ele disse: “Eu não sou o que: deveria ser; espero ser; era antes; mas, pela graça de Deus, Eu Sou o que sou”. 

Portanto, Somos, não por nós, mas pela graça. Deixemos que Paulo, nosso grande apóstolo e irmão nos conduza sob a orientação Espírito Santo. A grande verdade é que:

1 - Não somos ainda, o que DEVERÍAMOS ser. 
“Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?...pois não faço o que prefiro, e sim o que detesto” (v.24 e 15b).

Apesar de crentes, salvos e redimidos pelo poder do Senhor Jesus, no entanto, enquanto ainda, na peregrinação desta terra, temos que nos defrontar com o velho homem, que, embora esteja vencido, no entanto, ainda habita em nós. Carregamos o corpo deste velho homem, até a nossa morte.

O pecado será totalmente tirado de cada um de nós quando adentrarmos os portais dos Tabernáculos Eternos recebidos pelo nosso Senhor.

2 - Não somos ainda, o que ESPERAMOS ser 
“Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo” (v.18).

A nós, foi concedido o Espírito Santo. Ele nos conduz à Pátria celestial. E para que possamos prosseguir tranquilamente enfrentando barreiras, tentações e lutas, Ele nos concedeu o Fruto, conforme narra com bastante maestria em Gálatas 5.16-26. 

Neste texto Paulo contrapõe as obras da carne que são os desejos do nosso velho homem, com o fruto do Espírito que é o comportamento cristão, a vida de um verdadeiro convertido. 

Se não somos ainda o que esperamos ser, então é só procurar viver o Fruto do Espírito que é a antecipação, aqui na terra, da plenitude de vida que teremos no céu.

3 - No Entanto, não somos mais o que ÉRAMOS antes. 
“Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora,...” (Ef 2.1-7).

Paulo responde-nos à pergunta que ele mesmo faz neste texto que estamos a meditar, endereçando-nos a Efésios 2.1-7. 

Portanto, não somos mais o que éramos antes, pois éramos e estávamos nas trevas como filhos da ira. Agora temos a vida que nos foi concedida pelo Senhor.

4 – Então, pela Graça de Deus, SOMOS o que somos. 
“Mas, pela graça de Deus, sou o que sou; e a sua graça, que me foi concedida, não se tornou vã; antes, trabalhei muito mais do que todos eles; todavia, não eu, mas a graça de Deus comigo” (I Co 15.10).

Finalmente, Paulo nos conduz para o último argumento quando nos fala que “na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo” (Rm 7.18). 

Então corremos para I Co 15.10 e nos deparamos com esta maravilhosa declaração de que tudo é pela graça. 

  • Pela graça seremos o que deveríamos ser. 
  • Pela graça seremos o que esperamos ser. 
  • Pela graça não somos mais o que éramos. 
E, portanto, pela Graça, Somos O Que Somos. Eleitos, vocacionados para a salvação, redimidos, família de Deus, peregrinos nesta terra em demanda ao Céu, a Pátria do Cristão.

------------------------------------
Antonio Coine é Pastor Emérito da Igreja Presbiteriana Monte Sião (Botucatu), atuando como ministro há 40 anos na Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pela Faculdade de Teologia da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil - SP. Licenciado em Filosofia. Mestre em Divindade e Doutor em Ministério pelo Seminário do Canadá em Manitoba/CA. Foi missionário da Igreja Presbiteriana do Canadá, plantando e pastoreando a Dovercourt-Saint Paul’s Presbyterian Church. É autor do livro "Das Sagradas Escrituras - Uma coletânea de esboços de sermões para um ano litúrgico - Vol. 1".

Tecnologia do Blogger.