Sou velho mesmo, graças a Deus!



Salmos, 37.25

“Antes eu era jovem e agora sou um velho de barbas grisalhas – mas nem uma única vez vi o homem temente a Deus ser abandonado, ou seus filhos perambulando sem rumo pelas ruas. Ele sempre tem para dar e emprestar, e seus filhos o deixam orgulhoso” (A Mensagem). 
"Fui moço e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão" (ERA).

A sociedade humana, em muitas culturas, é desleal para com os idosos. Têm a velhice como algo que estorva. No entanto, na cultura bíblica é bem diferente. O respeito para com os idosos entre os judeus e, também, entre nós cristãos ela é respeitosa e responsável.

O nosso Deus sempre teve profundo amor, cuidado, carinho e respeito para com os velhos. Nas Santas Escrituras do Antigo e do Novo Testamento O vemos dando ordens de respeito, segurança, amparo para com os idosos. 

Senão, vejamos alguns textos bíblicos:



CÃS
Lv 19.32 “Mostrem respeito pelos mais velhos. Honrem a presença de um idoso. Tenham temor de Deus. Eu sou o Eterno” (A Mensagem). "Diante das cãs [dos cabelos brancos] te levantarás, e honrarás a presença do ancião, e temerás o teu Deus. Eu sou o SENHOR" (ERA). 
Pv 16.31 "Coroa de honra são as cãs, [os cabelos brancos] quando se acham no caminho da justiça". “O cabelo grisalho merece especial atenção; é o prêmio de uma vida leal a Deus” (A Mensagem). 
Pv 20.29 “A juventude pode ser admirada pelo vigor, mas o cabelo grisalho dá prestígio à idade avançada”. (A Mensagem). "O ornato dos jovens é a sua força, e a beleza dos velhos, as suas cãs" (ERA).

IDOSO
I Tm 5.1 “Não seja grosseiro nem impaciente com um ancião. Trate-o como se fosse seu pai... [ou mãe]” (A Mensagem). "Não repreendas ao homem idoso; antes, exorta-o como a pai;" (ERA). 
Tt 2.2 "Quanto aos homens idosos, que sejam temperantes, respeitáveis, sensatos, sadios na fé, no amor e na constância" (ERA).


VELHICE
Sl 71.9 "Não me rejeites na minha velhice; quando me faltarem as forças, não me desampares".  
 92.14 "Na velhice darão ainda frutos, serão cheios de seiva e de verdor, para anunciar que o SENHOR é reto. Ele é a minha rocha, e nele não há injustiça". 
103.5 "quem farta de bens a tua velhice, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia". 
Is 46.4 "Até a vossa velhice, eu serei o mesmo e, ainda até às cãs, eu vos carregarei; já o tenho feito; levar-vos-ei, pois, carregar-vos-ei e vos salvarei".

VELHO
Jo 3.4 "Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?". 
I Pe 5.5 "Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos;...".


1 - O PRIVILÉGIO DA VELHICE É O DE SEMPRE TER TIDO DEUS COMO AMIGO

Uma Pessoa Velha Refletindo no Presente: 


“Antes eu era jovem e agora sou um velho de barbas grisalhas...”. 
"Fui moço e já, agora, sou velho...".


Davi nos ensina aqui dando-nos um precioso testemunho de vida:


“Antes eu era jovem e agora sou um velho de barbas grisalhas – ”. 
"Fui moço e já, agora, sou velho,...".


O que notamos aqui é um o testemunho de um senhor idoso cheio de alegria na sua velhice pelo fato de Deus ter estado sempre presente na sua vida. Os vv. 23-24 dizem que “O homem fiel caminha de acordo com o Eterno; ele é feliz, e seu caminho é conhecido pelo Eterno. Se cair, não ficará muito tempo no chão, porque se apoia no braço do Eterno”.

- O seu presente é cheio de bons conselhos: 
Negativamente: - “Não te indignes...nem tenhas inveja" (v.1). 

“Não se preocupe com os arrogantes nem deseje prosperar com os ímpios” diz a tradução A Mensagem. 

Bem sabemos que a indignação e a inveja são duas atitudes, dois tipos de comportamento que causam muito mal à pessoa. Isso não deve estar abrigado no coração daqueles que confiam no nosso Senhor Jesus Cristo. Ele foi o maior exemplo de vida. Jamais o vemos indignado ou padecendo de inveja. O Seu testemunho de vida é o maior exemplo para seguirmos. 
Positivamente: "Confia...Agrada-te...Entrega...Descansa...Espera...no SENHOR". (v.3-7). 

A confiança em Deus, o nosso prazer nEle, a nossa entrega diária aos seus cuidados é a fórmula perfeita para descansarmos e esperarmos nEle.

II - O PRIVILÉGIO DA VELHICE É O DE SEMPRE TER VISTO AS AÇÕES DE DEUS DURANTE SEUS DIAS.


Aqui Vemos Davi Como Uma Pessoa Velha Testemunhando o Passado: 
“ - mas nem uma única vez vi o homem temente a Deus ser abandonado”, 
"...porém jamais vi o justo desamparado,..."

Jamais Vi... “nem uma única vez vi...”

A sua reflexão sobre o passado é uma fonte de testemunhos de vida para o presente, pois ele diz que jamais vira o justo desamparado.

- Porque?

a) Por Causa da Providência Divina: "habita na terra e alimenta-te da verdade". "Mais vale o pouco do justo que a abundância de muitos ímpios". "Os braços dos ímpios serão quebrados, mas os justos, o SENHOR os sustêm". "Não serão envergonhados nos dias do mal e nos dias da fome se fartarão". 

b) Por Causa das Bênçãos Divinas: "Na tua força, SENHOR, o rei se alegra! E como exulta com a tua salvação! 2. Satisfizeste-lhe o desejo do coração e não lhe negaste as súplicas dos seus lábios. 3. Pois o supres das bênçãos de bondade; pões-lhe na cabeça uma coroa de ouro puro. Ele te pediu vida, e tu lha deste; sim, longevidade para todo o sempre” ( Sl 21.1-3).

c) Por Causa da Fidelidade de Deus: “O Eterno observa atentamente os cidadãos decentes: o que eles fazem não será esquecido tão cedo. Em tempos difíceis, eles manterão a cabeça erguida; mesmo com prateleiras vazias, eles estarão satisfeitos”. (ênfase minha. vv.18-19 – AM).

III - O PRIVILÉGIO DA VELHICE É O DE CONTINUAR MANTENDO GRANDE CONFIANÇA EM DEUS

"nem a sua descendência a mendigar o pão" (v.5) (ERA).
“É sempre compassivo e empresta, e a sua descendência será uma bênção” ( v. 26 ERA).
“Ele sempre tem para dar e emprestar, e seus filhos o deixam orgulhoso”. (v.26 AM).

Davi se mostra como uma pessoa idosa, mas que mantém grande confiança no futuro que se encontra nas Mãos de Deus.

"...nem a sua descendência a mendigar o pão" (ERA). “...seus filhos perambulando sem rumo pelas ruas”. (AM)

O hino n. 163 do Novo Cântico, escrito pela graciosa irmã Sarah Pulton Kalley diz o seguinte:

“As Tuas mãos dirigem meu destino! 
Ó Deus de amor, que seja sempre assim!
Teus são os meus poderes, minha vida; 
Em tudo, eterno Pai, dispõe de mim.
Meus dias sejam curtos ou compridos, 
Passados em tristezas ou prazer,
Em sombra ou luz, de acordo com o teu plano 
É tudo bom se vem do teu querer”.

O idoso é uma fonte de sabedoria para alimentar a vida dos jovens no futuro.

Um dos grandes exemplos de tragédia, por menosprezar a palavra dos idosos foi a do seu neto, o rei Roboão. Este jovem rei, filho de Salomão, desprezou o conselho dos anciãos conforme nos narra 2 Cr 10.8: "Porém ele (Roboão) desprezou o conselho que os anciãos lhe tinham dado e tomou conselho com os jovens que haviam crescido com ele e o serviam". 

O que aconteceu foi que o reino de Israel que com tanta luta e sacrifício foi unido pelo seu avô, o rei Davi, e preservado pelo seu pai, o rei Salomão, foi rasgado no meio tornando-se, a partir de então, no reino Norte e no reino Sul justamente porque a palavra insensata de jovens vaidosos prevaleceu à dos idosos sábios. 

Quando o sábio idoso, o prudente ancião é menosprezado, por certo as consequências surgirão. É por isso que o idoso deve ser prudente naquilo que fala, calmo e tardio em expressar o que se passa no seu coração. Só depois de bem pesada a sua reflexão é que deve ser transmitida com a sabedoria dos anos.

No entanto, Davi nos diz que para aquele que crê e confia no Deus Eterno só há compensação para si e para a sua abençoada descendência.

Que neste Dia Internacional do Idoso, possam todos aqueles que tiveram o privilégio de chegar a essa comemoração lembrarem-se daquilo que Deus lhes concedeu de longevidade e bênçãos e não se tornarem pessoas ranzinzas, irritadas e mesquinhas. Lembremo-nos que “até aqui nos tem ajudado o SENHOR, e por isso estamos alegres!”.

------------------------------------
Antonio Coine é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil há 40 anos. Formado em Teologia pela Faculdade de Teologia da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil - SP. Licenciado em Filosofia. Mestre em Divindade e Doutor em Ministério pelo Seminário do Canadá em Manitoba/CA. Foi missionário da Igreja Presbiteriana do Canadá, plantando e pastoreando a Dovercourt-Saint Paul’s Presbyterian Church.

Tecnologia do Blogger.