Gratidão



“Bendize, ó minha alma ao Senhor e não te esqueças de nenhum só de seus benefícios” - Salmo 103:2

A ingratidão é uma característica do ser humano. Quando o Senhor Jesus curou os dez leprosos, apenas um lhe agradeceu. O apostolo Paulo diz aos cristãos: “Sede agradecidos”!

Parece que a natureza humana é esquecedora em relação às bênçãos recebidas. Mas, a nova natureza do cristão se caracteriza pela “gratidão”. O salmista diz: “Bendito seja o Senhor que de dia em dia nos carrega de benefícios” (Sl. 68:19 LH).

Benefícios que se manifestam através de:



a) Bênçãos Materiais: alimento, roupas, equipamentos, tecnologias, recursos financeiros, etc.;
b) Bênçãos Físicas: saúde, forças para o trabalho, o dom de ver, de ouvir , falar e raciocinar;
c) Bênçãos Espirituais: o perdão de Deus, a graça salvadora e Cristo, a paz divina, a alegria no coração, a proteção de Deus, o auxílio contra a tentação, poder servi-Lo, ter a sua Palavra, o privilégio de anunciar as Boas Novas! 

Por tudo isto, louvado seja o Senhor. E, se ele, “de dia em dia” nos carrega de benefícios (bênçãos), então “de dia em dia” devemos louvá-Lo, agradecer-Lhe. O Salmista ainda diz: “Louvarei ao Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente em minha boca”.

Temos também um hino que nos exorta assim: “Conta as muitas bênçãos, conta quantas são, recebidas da divina mão”.

É por tudo isso que devemos que devemos imitar o Salmista, louvando a Deus de forma sincera e de coração, mas, também de forma prática, investindo todas as bênçãos recebidas novamente no serviço do Senhor, exclusivamente para a Sua honra e glória!

“Bendize, ó minha alma ao Senhor e não te esqueça de nenhum de seus benefícios” - Salmos 103.2

-----------------------------------------
Carlos Roberto Teles, é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul no ano de 1987. Foi ordenado pastor em 31 de janeiro de 1988.
Tecnologia do Blogger.