Saudade

Deus é minha testemunha de como tenho saudade de todos vocês, com a profunda afeição de Cristo Jesus - Filipenses 1.8; Jó 19.23-27 


O dicionário Aurélio define saudade como: lembrança melancólica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoa(s) ou coisa(s) distante(s) ou extinta(s). Eu definiria saudade como uma dor que alegra o coração. 

Chega uma hora em que o tempo se encarrega de nos separar de algo ou alguém que foi importante para nossa vida. Nessa hora sentimos uma grande tristeza que será acompanhada de uma grande saudade. 

Por mais que a dor da saudade seja algo ruim, ela vem acompanhada por um sentimento bom. A saudade materializa o passado nos dando uma sensação de presença quase real de algo perdido. A saudade nos dá força para continuar vivendo o presente com satisfação. 

Mas será que podemos ter saudade de algo ou alguém que ainda não conhecemos pessoalmente, ou de um lugar onde ainda não estivemos? 


Jó em um momento de grande aflição diz ter saudade do céu, saudade do dia de seu encontro com o Senhor: “Vê-lo-ei por mim mesmo, os meus olhos o verão, e não outros; de saudade me desfalece o coração dentro de mim” (ARA - Jó 19.27). 

Sim, podemos e devemos ter saudade do momento maravilhoso de encontro com Deus nos céus. Este dia reencontraremos os amigos distantes e aqueles que já morreram. 

Tenho saudade do novo céu e da nova terra, tenho saudade do dia em que toda lágrima será enxugada de meus olhos e do dia em que a dor não mais existirá. Saudade da presença de Deus, da santidade que terei no céu, da comunhão perfeita e da vida eterna. 

Sentir esta saudade já alegra nosso coração, pois podemos materializar esse momento e sentir um pouco como será este dia. 

Um dos motivos de não sentirmos bem neste mundo é porque ele é provisório. Uma morada celestial está sendo preparada pelo nosso Deus e lá iremos morar. 

É disso que devemos ter saudade. Uma saudade que nos anima a viver o momento presente buscando mais a Deus na certeza de que um dia estaremos com ele. 

Com saudade anseia minha alma por ti ó Deus.

-----------------------------------------
Hebert dos Santos Gonçalves, é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 1990 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2006. É um dos escritores do Pão Diário da Rádio Transmundial. É fundador e editor do site: www.hebert.com.br
Tecnologia do Blogger.