A maneira de Jesus tratar o pecador



“Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?” - João 8.1-11

Este texto de João 8.1-11 é um clássico sobre a maneira como o Senhor Jesus nos defende das investidas de Satanás contra as nossas almas. Uma mulher é surpreendida em adultério. Os líderes religiosos estão ansiosos por levá-la a julgamento.

E o fazem, sendo que primeiramente a levam ao Senhor Jesus Cristo uma vez que desejam colocá-Lo numa situação séria e arriscada. O Senhor aceita o desafio e no desdobramento de tudo acaba por envergonhar o tribunal acusador formado de pessoas injustas e oferecer graça e o perdão à pecadora arrependida.

Se é função do grande Dragão em exercer sofrimento sobre os eleitos de Deus acusando-os de seus pecados, também, é função do Grande Deus e Senhor Jesus Cristo em defender os crentes. Vejamos neste texto de João 8.1-10 a maneira como Jesus nos socorre e a graça como nos perdoa:


I – A MANEIRA DE AGIR DO PECADO NA VIDA DO PECADOR E SUAS CONSEQUÊNCIAS

“Os escribas e fariseus trouxeram à sua presença uma mulher surpreendida em adultério... E na lei nos mandou Moisés que tais mulheres sejam apedrejadas; tu, pois, que dizes?” (v.3).

Desde a Queda o pecado tem levado as pessoas a fazerem aquilo que perverte a natureza pura das coisas desagradando a Deus. No caso desta mulher vemos que:

1º) O Pecado É Uma Coisa Hedionda: Ela foi surpreendida. O pecado pela extensão da sua maldade e perversidade é sempre praticado às ocultas. Esta mulher o fez maculando os votos de fidelidade, bem como a outra pessoa que estava com ela.

2º) O Pecado Leva à Desobediência: Ela foi pega em adultério. No 7º Mandamento Deus diz para não adulterar. Portanto, o pecado que ela cometera era uma violação consciente da lei de Deus.

3º) O Pecado Leva à Morte: sejam apedrejadas. Levítico 20.10 diz: “Se um homem adulterar com a mulher do seu próximo, será morto o adúltero e a adúltera”. Portanto, este é o salário do pecado.

II – A MANEIRA TENEBROSA DE AGIR E DE CONDENAR DO GRANDE ACUSADOR
“e fazendo-a ficar de pé no meio de todos, disseram a Jesus: Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério. E na lei nos mandou Moisés que tais mulheres sejam apedrejadas; tu, pois, que dizes?” (vv.3-5).

Em segundo plano a cena nos leva a compreender a maneira como o inimigo de nossas almas que nos odeia tem um ódio mortal e o seu papel é o de instigar pois:

1º) Aqueles Homens Deturparam a Lei -“na lei nos mandou Moisés que tais mulheres sejam apedrejadas”(Lv 20.10).

2º) Aqueles Homens Execraram Publicamente a Mulher - “fazendo-a ficar de pé no meio de todos.”

3º) Aqueles Homens Queriam Justiça a Qualquer Preço - “deve ser apedrejada”.

III. A MANEIRA GRACIOSA DE AGIR E DE JULGAR DO GRANDE E AMOROSO SALVADOR
 “Mas Jesus inclinando-se, escrevia na terra... Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra... acusados pela própria consciência, foram se retirando... Jesus perguntou: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?... Nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais”.
1) Jesus Aponta o Pecado de Cada Um Com Uma Acusadora Afirmação – “Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire a pedra” (v.7).

2) Jesus Redireciona os Pensamentos da Mulher Com duas Perguntas – “Erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém mais além da mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão os teus acusadores? Ninguém te condenou?”

3) Jesus Justifica a Pecadora Arrependida e a Exorta Para Uma Vida Santa – “Nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais”. Ele requer não só que nos arrependamos, mas como também abandonemos nossos pecados.

------------------------------------
Antonio Coine é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil há 40 anos. Formado em Teologia pela Faculdade de Teologia da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil - SP. Licenciado em Filosofia. Mestre em Divindade e Doutor em Ministério pelo Seminário do Canadá em Manitoba/CA. Foi missionário da Igreja Presbiteriana do Canadá, plantando e pastoreando a Dovercourt-Saint Paul’s Presbyterian Church.

Tecnologia do Blogger.