Hino 156 - Confiança em Deus



1. Descansa, ó alma, eis o Senhor ao lado; 
Paciente leva, e sem queixar-te, a cruz;
Deixa o Senhor tomar de ti cuidado,
É imutável teu fiel Jesus!
Prossegue, ó alma, o Amigo celestial
Protegerá teus passos no espinhal!

2. Prossegue, ó alma; o trilho é estreito e escuro,
Mas no passado Deus guiou-te assim!
Confia agora a Deus o teu futuro
E o que é mistério há de aclarar-se enfim.
Confia, ó alma, a sua mansa voz
Ainda acalma o vento e o mar feroz!

3. Confia, ó alma! A hora vem chegando!
Irás com Cristo, o teu Senhor, morar.
Sem dor nem mágoas gozarás cantando
As alegrias do celeste lar!
Descansa, ó alma; agora há pranto e dor;
Depois o gozo, a paz, o céu de amor!


Informações
Letra: Katharina Amalia Dorothea Von Schlegel, 1752
Tradução: Isaac Nicolau Salum, 1940 - através da tradução inglesa de Jane Laurie Borthwick, 1855
Música: Johan Julius Christian Sibelius, 1865 - 1957 - arranjo para The Hymnal, 1933, do poema sinfônico "Finlândia", 1899.

História
O tema principal do poema sinfônico "Finlândia", do compositor finlandês Jean Sibelius foi arranjado na forma coral para uso do "The Hymnal", hinário presbiteriano de 1933 e nessa mesma edição, associado ao hino de Katharina Von Schlegel, escrito em 1752.

Pouco se conhece sobre esta escritora alemã nascida em 1697, apenas que viveu em Cóthen e escreveu diversos hinos, sendo este o único que chegou até nós através de uma tradução para o inglês. Publicado em 1752 em Wernigerode, o poema tem referência a alguns versículos apenas do Salmo 46 (de forma bem diferente do uso que Lutero fez ao hino anterior). 

Foi traduzido para o inglês por Jane Laurie Borthwick. Nascida em 1813 em Edimburgo, esteve na Suiça durante alguns anos junto com sua irmã e ambas iniciaram um trabalho de tradução de hinos originais alemães. Sob o título "Hymns from the Land of Luther" publicaram quatro volumes dessas traduções entre 1854 e 1862, num total de cento e vinte e dois hinos. 

Jane Laurie dedicou-se a missões nacionais e estrangeiras e faleceu em Edimburgo em 1897. Em 1940 o Prof. Isaac Nicolau Salum, sobre quem trataremos no hino n° 325, realizou a tradução para o português apresentada pela primeira vez em hinário para uso de congregações na edição de 1952 do "Hinário Evangélico".

Tecnologia do Blogger.